Tag: Defesa

Featured Video Play Icon

Soberania em debate – Violência e Criminalidade; o caso do Rio

A ocupação da Rocinha pelas Forças Armadas não vai acabar com a violência na comunidade, nem na cidade, alerta o coronel do Exército Ivan Fialho, professor e pesquisador da Escola Superior de Guerra (ESG). “É um problema cultural e social; só será resolvido com políticas públicas e apoio da sociedade”, afirmou, durante o Soberania em Debate, evento realizado no dia 26 de setembro pelo movimento SOS Brasil Soberano, que também teve participação do coronel Costa e Silva, chefe da Inteligência na ESG, do historiador Francisco Teixeira e do sociólogo Paulo Baía, com mediação da jornalista Camila Marins.

Leia mais »

Carta aberta ao general Villas Boas: em busca da grande reconciliação nacional

A economista Ceci Juruá, doutora em Políticas Públicas, escreve uma carta ao comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas. “Neste trágico momento, nesta fase em que os pilares da economia brasileira estão sendo desmontados e entregues à sanha do capital financeiro internacional, precisamos do apoio das FFAA, mais do que nunca. Que elas se posicionem claramente em defesa da democracia e da ética pública.” (…) “na guerra atual da globalização econômica, também as empresas são soldados da Pátria”, escreve a economista. Leia na íntegra.

Leia mais »

Força militar não resolve a criminalidade; é preciso inteligência e política, diz coronel do Exército

A ocupação da Rocinha pelas Forças Armadas não vai acabar com a violência na comunidade, nem na cidade, alerta o coronel do Exército Ivan Fialho, professor e pesquisador da Escola Superior de Guerra (ESG). “É um problema cultural e social; só será resolvido com políticas públicas e apoio da sociedade”, afirmou, nesta terça (26), durante o Soberania em Debate, evento do movimento SOS Brasil Soberano, que também teve participação do coronel Costa e Silva, chefe da Inteligência na ESG, do historiador Francisco Teixeira e do sociólogo Paulo Baía, com mediação da jornalista Camila Marins.

Leia mais »

Exército na rua não resolve falta de investimentos na segurança do Rio, diz pesquisador da USP

O principal problema no uso das Forças Armadas para ações de segurança pública no Rio de Janeiro é a adoção de uma medida excepcional, de emergência, para tratar de uma questão estrutural – a política fiscal que sufoca os orçamentos públicos, avalia o pesquisador Ronaldo Carmona, do Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo (USP), ex-assessor do Ministério da Defesa. Segundo ele, o instrumento da Garantia da Lei e da Ordem (GLO), por definição, precisa ser aplicado numa situação extrema. Diante da crise do Estado brasileiro, torna-se, contudo, cada vez mais recorrente, quase corriqueira, para enfrentar questões de natureza conjuntural.

Leia mais »

Artigo de Francisco Teixeira – Não se engane: é Primavera no Brasil!

Para o historiador, acontece no Brasil uma guerra de novo tipo: “uma guerra sem guerra, ou seja, uma guerra que usa meios não bélicos para destruir, solapar, aniquilar a capacidade do adversário. Assim, utilizando-se de modernos meios tecnológicos – mídias digitais, propaganda massiva, formação de quadros de elite em universidades estrangeiras, sistemas de estágios e bolsas de estudos em centros de treinamento, entre outros – , arma-se uma elite para atuar a serviço, consciente ou inconscientemente, desse poder estrangeiro.” Confira a íntegra.

Leia mais »

Senge-RJ defende integração dos movimentos sociais à frente pela soberania

A Frente Parlamentar Mista de Defesa da Soberania Nacional, lançada na quarta-feira (21), no Congresso, foi saudada pelo presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro (Senge-RJ), Olímpio dos Santos, como “da maior importância, neste momento que há claramente um ataque à soberania do país”. Segundo ele, “a Frente é muito oportuna, mas é fundamental que se estenda para além do parlamento e busque articulação com os movimentos sociais engajados nessa causa.”

Leia mais »