Tag: Defesa

Exército na rua não resolve falta de investimentos na segurança do Rio, diz pesquisador da USP

O principal problema no uso das Forças Armadas para ações de segurança pública no Rio de Janeiro é a adoção de uma medida excepcional, de emergência, para tratar de uma questão estrutural – a política fiscal que sufoca os orçamentos públicos, avalia o pesquisador Ronaldo Carmona, do Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo (USP), ex-assessor do Ministério da Defesa. Segundo ele, o instrumento da Garantia da Lei e da Ordem (GLO), por definição, precisa ser aplicado numa situação extrema. Diante da crise do Estado brasileiro, torna-se, contudo, cada vez mais recorrente, quase corriqueira, para enfrentar questões de natureza conjuntural.

Artigo de Francisco Teixeira – Não se engane: é Primavera no Brasil!

Para o historiador, acontece no Brasil uma guerra de novo tipo: “uma guerra sem guerra, ou seja, uma guerra que usa meios não bélicos para destruir, solapar, aniquilar a capacidade do adversário. Assim, utilizando-se de modernos meios tecnológicos – mídias digitais, propaganda massiva, formação de quadros de elite em universidades estrangeiras, sistemas de estágios e bolsas de estudos em centros de treinamento, entre outros – , arma-se uma elite para atuar a serviço, consciente ou inconscientemente, desse poder estrangeiro.” Confira a íntegra.

Senge-RJ defende integração dos movimentos sociais à frente pela soberania

A Frente Parlamentar Mista de Defesa da Soberania Nacional, lançada na quarta-feira (21), no Congresso, foi saudada pelo presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro (Senge-RJ), Olímpio dos Santos, como “da maior importância, neste momento que há claramente um ataque à soberania do país”. Segundo ele, “a Frente é muito oportuna, mas é fundamental que se estenda para além do parlamento e busque articulação com os movimentos sociais engajados nessa causa.”

Comandante do Exército critica assassinatos no país e agressões a professores

O comandante do Exército, general Eduardo da Costa Villas Bôas, criticou os assassinatos em massa no país e as agressões a professores, durante discurso, ontem (20), em Brasília, no Instituto Brasiliense de Direito Público, que concedeu a ele o título de Doutor Honoris Causa. As instituições nacionais, na avaliação do general, “estão sendo submetidas a uma verdadeira catarse”. Confira abaixo a íntegra do discurso.

II Simpósio SOS Brasil Soberano: desafios para aliar desenvolvimento à justiça social

Um projeto de afirmação nacional deve articular desenvolvimento econômico e a busca de igualdade social, por meio de um Estado indutor e de empresas estatais e privadas, de acordo com as propostas apresentadas na primeira mesa de debates do II Simpósio SOS Brasil Soberano – Engenharia, tecnologia e a modelagem da empresa no Brasil, realizado a 27 de abril, em Salvador (BA). Para Luís Manuel Rabelo Fernandes, cientista político, o eixo fundamental está no aspecto nacional do desenvolvimento; para o historiador Valter Pomar, no combate à desigualdade.