Categoria: Artigos e documentos

Tucídides e a crise no Brasil

Artigo do analista de Defesa Diogo Calazans, que atualmente trabalha no Comitê Interamericano Contra o Terrorismo (CICTE) da OEA, explica a crise brasileira pela “armadilha de Tucídides”. Segundo o grego, que viveu em 400 a.C., o crescimento de Atenas assustou Esparta, e desse medo do poderio da outra nação nasceu a guerra. Para Diogo, o protagonismo brasileiro incomodou forças internacionais que se articularam a agentes políticos locais para aproveitar as fragilidades internas pôr em xeque a soberania nacional. Clique para ler na íntegra.

Rio sob ilegal intervenção federal e falsa GLO

Para o advogado e cientista político Jorge Folena, o estado do Rio de Janeiro está sob uma intervenção federal branca, e a Garantia da Lei e da Ordem (GLO), decretada por Temer em 28 de julho, contraria a Constituição e a lei de emprego das Forças Armadas. Para ser autorizada a GLO, Pezão teria que reconhecer por decreto, que as forças do Rio são incapazes de combater a violência; e o emprego dos militares precisaria ter áreas delimitadas. “A GLO está sendo utilizada de forma indevida, como tem denunciado o Comandante do Exército em várias oportunidades”, escreve.

Amazonas: Wampís se enfrentan a mineros ilegales y denuncian indiferencia del Estado

“Aproximadamente un centenar de nativos wampís, en coordinación con la Municipalidad Distrital de Santiago, desalojaron a mineros ilegales de la quebrada Pastacillo, afluente del río Santiago y Marañón (región Amazonas). La acción incluyó la destrucción de dragas. De acuerdo a la información del portal de Radio Bomba, la medida se tomó debido a la indiferencia del Estado que ha provocado que -durante los últimos 5 años- los mineros ilegales actúen con libertad.

Queremos a delação de Eduardo Cunha

Para a economista Ceci Juruá, é dever do Judiciário aceitar a delação de Eduardo Cunha, que pode indicar os parlamentares que receberam dinheiro para votar a favor da abertura do processo de impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff. Se confirmada a acusação, trata-se de “um crime de traição à soberania nacional e popular, do qual decorreram notáveis prejuízos para a nação e para o povo brasileiro”. Por isso, na avaliação da economista, a delação precisa ser aceita, “queiram ou não os juízes e procuradores”. Leia na íntegra.

O momento político atual e a responsabilidade do sujeito

Na última quinta-feira (6), uma legião de zumbis vagou pelas ruas de Hamburgo, na Alemanha, em protesto contra o encontro de cúpula do G20, que reúne as maiores economias do mundo. Foi uma crítica à apatia política e um chamado à responsabilidade individual dos cidadãos. Essa letargia que atinge as populações, inibindo sua reação mesmo quando sob ataques violentos aos seus direitos, e a responsabilidade de cada sujeito no curso da História são tema do artigo da psicanalista Vera Lúcia P. Santos Nogueira, que também é psicóloga integrante da equipe de Saúde Mental do Instituto Municipal Philippe Pinel. Confira a íntegra.

A descompostura das instituições republicanas

A denúncia da Procuradoria-Geral da República contra Temer pode interromper, por ora, “os avanços da descompostura, empreendidos pelos delinquentes que prosseguem com enorme apetite e potencialidade lesiva contra a ordem do Estado Democrático”, escreve o advogado Sérgio Muylaert. “O diário de bordo do atual presidente da República nunca foi dos mais translúcidos nem promissores. Dele, a legenda política não guarda relação alguma com o histórico de um “doutor Ulysses”. A prova está nesse grande envolvimento da gestão, enviesada por fracassos e vacilações.” Leia na íntegra.