Pastoral do migrante protesta contra visita do vice-presidente dos EUA ao Brasil

A polícia fronteiriça estadunidense separou de seus pais 2,3 mil crianças imigrantes, nos últimos dois meses – Foto: U.S. Border Patrol and Customs (via Brasil de Fato)

“O Serviço Pastoral do Migrante Nacional junto com Serviço Pastoral do Migrante da  Arquidiocese de Manaus e Congregação Scalabriniana, religiosos e religiosas, manifestam indignação e tristeza com a “visita” do vice-presidente norte-americano Mike Pence, que representa um governo que constrói muros, separa crianças de seus pais e que pretende se apresentar ao mundo como “defensor de migrantes e refugiados”.

Esse gesto do governo Trump está longe de ser humanitário e de preocupação com os direitos humanos, mas nos remete a uma política de controle e colonialismo constante dos EUA com a América Latina.

A presença do referido político em um abrigo da Igreja Católica em nenhum momento expressa aquilo que a Pastoral do Migrante Nacional e local e a Congregação dos Scalabrinianos vivência em sua missão.

Reafirmamos, neste sentido, nosso posicionamento por um mundo sem fronteiras, feito de encontros, de braços abertos e compartilhando a viagem como o próprio Papa Francisco nos pede e propõe ao mundo.”

Assinam esta nota:
Serviço Pastoral do Migrante Nacional
Serviço Pastoral do Migrante da Arquidiocese de Manaus
Congregação Scalabriniana (religiosos e religiosas) em Manaus

Você pode gostar...