Tag: Soberania

Professores do Instituto de Economia da UFRJ criticam em nota política de preços dos derivados de petróleo

Um grupo de 21 professores do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) divulgou nota criticando as as medidas do governo na área de petróleo e derivados, que resultaram num subísido à importação de diesel com recursos do Tesouro – ou seja – do orçamento federal destinado a atender as demandas da sociedade. Destacam que as medidas custarão R$ 13 bilhões aos cofres públicos até o final do ano, dos quais mais de R$ 3 bilhões serão gastos para subsidiar o diesel importado. “O ministro Guardia justificou essa medida econômica heterodoxa como necessária para preservar a competitividade do diesel importado”, sublinham, indignados.

Leia mais »

Comunicado oficial da Fisenge: Engenharia nacional e a greve dos caminhoneiros

“Vargas precisa desistir da Petrobras”. Esta frase foi proferida, em 1954, por Assis Chateaubriand, dono do maior conglomerado da mídia brasileira na época, o “Diários Associados”, que implementou ampla campanha contra o caráter estatal da empresa. Hoje, com 65 anos de fundação, a Petrobras vive uma de suas maiores crises. Isso porque, em outubro de 2016, o governo federal e o presidente da empresa, Pedro Parente, adotaram uma política de preços para os derivados sem proteção ao consumidor e, em junho de 2017, anunciaram reajustes diários nos preços. (…)É urgente o posicionamento da engenharia nacional pelo recuo da política de paridade internacional nos preços dos derivados. Também reivindicamos o aumento do volume de petróleo refinado em território nacional. ” Confira a nota da Fisenge.

Leia mais »

Nota Técnica do Dieese defende o fim da paridade de preços dos combustíveis e restauração da capacidade nacional de refino

O que o governo poderia fazer para atender à principal reivindicação do movimento dos caminhoneiros, queda no preço do diesel, e favorecer o conjunto da população? Segundo Nota Técnica (NT nº 194) do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), duas principais medidas: abandonar a paridade internacional dos preços e restaurar a capacidade de refino da Petrobras: “Recuar da política de paridade internacional nos preços dos derivados, principalmente diesel, gás de cozinha e gasolina, e levar em consideração outros fatores, como a produção de petróleo e refino no país, custos para essas produções, câmbio, demanda por derivados; Aumentar o volume de petróleo refinado em refinarias próprias, que atualmente utilizam apenas 68% da capacidade total. (…)é possível refinar 2,4 milhões de barris/dia e atender a demanda interna (com cerca de 2,2 milhões/dia), dependendo menos do mercado internacional (seja de produção ou preço dos refinados).”

Leia mais »

Petroleiros vão votar greve contra privatização das refinarias do Sul e Nordeste

Os petroleiros vão realizar assembleias de 2 a 12 de maio para votar greve nacional da categoria contra a privatização do parque de refino da Petrobras no Sul e Nordeste, anunciada no dia 19 pela direção da estatal.  A proposta é vender até 60% da participação acionária nas refinarias Repar, no Paraná, Abreu e Lima, em Pernambuco, Landulpho Alves, na Bahia, e Alberto Pasqualini, no Rio Grande do Sul. A privatização inclui 12 terminais terrestres e aquaviários. O controle da estatal na área de refino ficaria mantida apenas nas unidades do Sudeste.

Leia mais »

Partidos de oposição lançam manifesto conjunto em defesa da democracia

Sete partidos do campo progressista lançaram, nesta quarta-feira (18), na Câmara Federal, em Brasília (DF), o “Manifesto pela democracia, a soberania nacional e os direitos do povo brasileiro”. O documento formaliza o diálogo institucional entre PT, PCdoB, Psol, PDT, PSB, PCB e PCO para compor uma ampla rede de defesa dos valores democráticos. As Frentes Brasil Popular (FBP) e Povo sem Medo também assinam o manifesto. A presidenta do PCdoB, Luciana Santos, explicou que os grupos buscam uma afinidade programática que possa não só retirar o país da crise generalizada, mas também resgatar direitos que estariam em xeque no atual contexto. Segundo ela, o lançamento é um ponto de partida para aglutinar diversos apoios. A frente pretende buscar entidades, igrejas, organizações políticas e atores do setor produtivo. “Isso aqui é um embrião para um grande entendimento, para um pacto”, completou a presidenta.

Leia mais »

Para professor que pesquisa o terrorismo, ligações de Heráclito Fortes reveladas pelo Wikileaks ameaçaram a soberania, não entrevista à TV

“O Senado deveria estar mais preocupado com as comunicações extra-oficiais de seus parlamentares com potências estrangeiras, reveladas pelo Wikileaks, do que com uma entrevista jornalística dada publicamente a uma rede de TV, e que não representa rigorosamente nada em termos de ameaça à soberania nacional ”. A avaliação é do professor de História da UFRRJ, Francisco Teixeira, ex-assessor de Estratégia do Ministério da Defesa e que desenvolve pesquisa sobre terrorismo. Segundo ele, as conversas entre o senador Heráclito Fortes (DEM-PI) e o então embaixador dos EUA , Clifford Sobel, reveladas pelo Wikileaks, é que deveriam ser investigadas, e não a entrevista de Gleisi Hoffmann (PT-PR).

Leia mais »