Tag: Política

Historiadores denunciam a captura das políticas educacionais para o avanço do autoritarismo

O que têm em comum o projeto “Escola sem partido” e as agressões xenófobas contra um refugiado sírio em Copacabana? “É a pegada, a marca do fascismo”, alerta o professor Francisco Teixeira, do CPDA, da UFRJ/UFRRJ, que lançou a coleção “Políticas Educacionais e Traumas Coletivos” com o também professor Maurício Parada, da PUC-RJ, no Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio (Senge-RJ). Os livros mostram como os regimes autoritários, para se consolidarem, precisam interferir nas políticas educacionais. Uma relação que hoje se traduz no país no “denuncismo” contra professores ou nas reformas no ensino do governo de Michel Temer. “O ódio é ensinado”, diz Teixeira.

Crise da representação faz Câmara priorizar Reforma Política

A crise da representação se aprofunda e se agudiza. A maioria dos brasileiros está descrente em relação às instituições. E a mais afetada é o Congresso Nacional. Não sem razão. Assim, diante do caótico quadro político-institucional, a Câmara dos Deputados resolveu priorizar uma reforma política. Está em pauta, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/03. O parecer apresentado, nesta quarta-feira (9), pelo deputado Vicente Candido (PT-SP) foi aprovada na comissão especial por 25 votos a 8. Ainda falta analisar 23 destaques de bancada. O “distritão” poderá ser incluído por meio de destaque. O Diap explica como ficou o relatório aprovado ontem (9) pela Comissão Especial da Câmara.

Para advogado, a esquerda deve reagir na política e confiar menos no Judiciário

Da Lava-Jato à prisão do jovem Rafael Braga, a política se deslocou da representação social e foi parar bem no centro do Poder Judiciário. Para o cientista político e advogado Jorge Folena, a “judicialização da política”, com a prática recorrente de buscar o Judiciário para resolver questões políticas, engendrou o ‘monstro da politização da Justiça”. “Não será na Justiça que vamos achar a solução dos nosso problemas, mas nas ruas”, diz o autor dos livros “Intervenção judicial” e “Constituição rasgada – anatomia do golpe”.

Tucídides e a crise no Brasil

Artigo do analista de Defesa Diogo Calazans, que atualmente trabalha no Comitê Interamericano Contra o Terrorismo (CICTE) da OEA, explica a crise brasileira pela “armadilha de Tucídides”. Segundo o grego, que viveu em 400 a.C., o crescimento de Atenas assustou Esparta, e desse medo do poderio da outra nação nasceu a guerra. Para Diogo, o protagonismo brasileiro incomodou forças internacionais que se articularam a agentes políticos locais para aproveitar as fragilidades internas pôr em xeque a soberania nacional. Clique para ler na íntegra.

Rio sob ilegal intervenção federal e falsa GLO

Para o advogado e cientista político Jorge Folena, o estado do Rio de Janeiro está sob uma intervenção federal branca, e a Garantia da Lei e da Ordem (GLO), decretada por Temer em 28 de julho, contraria a Constituição e a lei de emprego das Forças Armadas. Para ser autorizada a GLO, Pezão teria que reconhecer por decreto, que as forças do Rio são incapazes de combater a violência; e o emprego dos militares precisaria ter áreas delimitadas. “A GLO está sendo utilizada de forma indevida, como tem denunciado o Comandante do Exército em várias oportunidades”, escreve.

Featured Video Play Icon

Clovis Nascimento, presidente da Fisenge, convoca a resistência a ir às ruas

Diante dos diferentes ataques aos direitos da classe trabalhadora feitos pelo governo de Michel Temer, como a reforma trabalhista, o presidente da Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge), Clovis Nascimento, convoca mobilização geral e a ocupação das ruas. Ele participou do IV Simpósio SOS Brasil Soberano, dia 14 de julho, em Curitiba (PR).