Nova Rede Parlamentar em Defesa da Soberania Energia e Nacional vai combater a privatização do setor

Deputados, senadores, movimentos sociais e entidades sindicais lançaram a Rede Parlamentar em Defesa da Soberania Energética e Nacional, com a campanha “Energia não é mercadoria”. O objetivo da campanha é mobilizar setores da sociedade envolvidos com a defesa da soberania energética brasileira, nos âmbitos nacional, estadual e municipal. Prevê uma agenda de atividades em defesa do setor elétrico estatal e contra a iniciativa do governo de privatização da Eletrobras.

Na apresentação da nova rede parlamentar, os participantes aprovaram a realização de um abaixo-assinado contra a entrega da Eletrobras ao capital financeiro, para ser entregue ao Congresso até o mês de dezembro.

“Precisamos intensificar o debate para conscientizar a sociedade do que está prestes a acontecer, a luta contra as privatizações é a luta em defesa do patrimônio nacional”, afirma o diretor do Sindicato dos Engenheiros no Estado de Pernambuco (Senge-PE) e representante da Federação dos Sindicatos de Engenheiros, Clayton Paiva.

 

AGENDA DE LUTAS

20/9

– Café da manhã com a bancada de Minas Gerais e entidades para barrar o leilão da CEMIG, na Câmara dos Deputados

21/9

– Seminário no Clube de Engenharia, no Rio de Janeiro

– Audiência pública na Assembleia Legislativa da Paraíba em defesa da Eletrobras e Chesf, em João Pessoa-PB

22/9

– Manifestação contra o leilão da hidrelétrica Porto Primavera, em Porto Primavera-SP

25/09

– Audiência pública em defesa de Furnas, em Passos-MG

26/9

– Audiência pública “O novo modelo energético e seus impactos nas regiões e sobre os trabalhadores/as”, na Câmara dos Deputados

27/9

– Audiência com o ministro de Minas e Energia para discutir o modelo energético do governo Temer

28/9

– Audiência pública em defesa da CEPISA e CHESF na Assembleia Legislativa do Piauí, em Teresina-PI

3/10

– Ato Nacional contra as privatizações, greve nacional do setor energético

– Manifestação nas sedes da Eletrobras e Petrobras, no Rio de Janeiro

4/10

– Audiência pública na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em Florianópolis-SC

6/10

– Manifestação em defesa da Chesf, em Petrolina-PE

 

Fonte: Marine Moraes/Senge-PE

Você pode gostar...