Documentário conta a história dos Aikewara durante a repressão no Araguaia. Amanhã (12), às 18h

O Cinema de Resistência exibe amanhã (12), às 18h, o documentário longa-metragem Aikewara_a ressurreição de um povo, de Luiz Arnaldo Campos e Célia Maracajá, com entrada gratuita e debate com os diretores após a sessão.  O documentário trata da experiência brutal vivida pelos indígenas Aikewara, também conhecidos como os Suruí do Pará, durante a repressão militar à Guerrilha do Araguaia. Contou com a consultoria do representante do PCdoB no Grupo de Trabalho Araguaia (GTA) e membro do Comitê Paraense pela Memória e Verdade, Paulo Fontelese, e imagens gravadas nas aldeias Sororó e Itahy, localizadas no município de São Geraldo do Araguaia. A vontade dos Suruí de romper um silêncio de quarenta anos significa, para os autores do projeto, uma espécie de ressurreição. O Cinema de Resistência é uma ação do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro (Senge-RJ), e fica na av. Rio Branco, 277, 17 º andar, no Centro do Rio.

Você pode gostar...